Dia Mundial do Meio Ambiente: saiba como a data repercute na sua saúde

dia mundial do meio ambiente

O Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em cinco de junho, tem como propósito conscientizar a sociedade sobre a importância de preservar os recursos naturais de nosso planeta. E embora a relação nem sempre pareça tão lógica, a verdade é que o meio ambiente tem tudo a ver com a nossa qualidade de vida, saúde e sobrevivência.

De acordo com a OMS – Organização Mundial da Saúde, tornar mais saudável o lugar onde habitamos pode evitar 13 milhões de mortes por ano. Em muitos países, cerca de 30% das doenças são provocadas por causas ambientais, a maioria delas decorrentes da falta de saneamento e da poluição do ar.

Este ano, o Dia Mundial do Meio Ambiente tem como tema a Restauração de Ecossistemas. Assim, a ideia é defender e conscientizar sobre a importância de ações que propiciem o reequilíbrio da natureza e a melhor qualidade de vida. E o mais legal é que todo mundo pode contribuir com algumas mudanças comportamentais sutis e fáceis de realizar. Confira algumas sugestões de ações e veja como contribuir para melhorar a saúde de todos que habitam o planeta.

7 hábitos para fortalecer o Dia Mundial do Meio Ambiente
1) Alimente-se de forma consciente

Procure alimentar-se sazonalmente e regionalmente. Ou seja, consuma frutas e hortaliças da estação e que sejam produzidas perto de onde você mora. Se possível, escolha a produção orgânica para evitar pesticidas e fertilizantes.

Outra ação importante é combater o desperdício de alimentos. Por isso informe-se sobre o aproveitamento máximo de ingredientes, planejamento de compras e conservação dos mantimentos.

2) Seja ecológico

Priorize bens e serviços com baixo impacto ambiental. Portanto compre de fornecedores locais para reduzir os impactos ambientais de transporte e dê preferência a produtos agrícolas adaptados para seu ecossistema local.

Ao comprar eletrodomésticos, preste atenção na etiqueta de eficiência energética, que indica quais equipamentos consomem menos energia dentro de cada categoria. Afinal poupar energia é uma decisão que já começa no momento da escolha dos produtos a serem levados para casa.

3) Promova a limpeza de praias e praças

Se existe uma praça ou praia perto de você que acumula lixo, que tal promover uma campanha de limpeza do local? Mobilize as pessoas do bairro e marque um dia para que vocês façam o mutirão de limpeza. Quanto mais gente participar, mais crescerá a conscientização sobre a necessidade de realizar o descarte correto de resíduos e manter locais públicos limpos.

Lembre-se apenas que, mesmo que se trate de um ambiente ao ar livre, é fundamental manter distanciamento e usar máscara de proteção contra o coronavírus.

4) Descarte o lixo corretamente

Por falar em resíduos que se acumulam em praias e praças, você sabe como descartar o lixo corretamente? Para o descarte correto de materiais recicláveis, por exemplo, é necessário que eles estejam separados dos resíduos orgânicos. Caso contrário, isso pode infectar os materiais e dificultar o processo de reciclagem nas empresas.

É importante  também armazenar de forma adequada os materiais recicláveis até o momento da coleta. Tudo começa com a lavagem de recipientes como garrafas, latas e outras embalagens. Utilize água e sabão para remover a sujeira, se necessário. O objetivo dessa forma é manter os materiais limpos e secos, de modo que não atraiam bichos e doenças.

5) Descarte de forma consciente o que você não usa mais

Antes de descartar roupas e outros objetos, verifique se é possível fazer algum conserto ou realizar uma doação. Em relação a móveis e eletrodomésticos, muitas entidades beneficentes os recolhem gratuitamente para revender em bazares ou doar para famílias necessitadas. Outra alternativa é perguntar se a loja ou fabricante recolhe ou indica algum destino.

doação e troca de roupas

6) Viva mais leve

Ao comprar roupas ou acessórios novos, reflita se você realmente precisa deles. Os períodos de quarentena decorrentes da pandemia mostraram a muitas pessoas que elas podem viver bem com menos consumo. Nesse sentido você também pode reduzir seu uso de recursos comprando produtos usados, compartilhando e emprestando mais.

7) Divulgue a causa

Não importa se você adota apenas um ou diversos hábitos sustentáveis: seja qual for o grau do seu envolvimento, divulgue suas iniciativas. Assim você pode inspirar amigos e familiares a se envolverem na preservação do meio ambiente. Outra ideia bem legal é participar das atividades de entidades e organizações não governamentais que promovem a causa ambiental e ajudar a levar a mensagem para mais pessoas.

Aliás, que tal começar agora mesmo e deixar nos comentários alguma sugestão de ação para preservar o meio ambiente? Entre as dicas que listamos aqui, tem alguma delas que você já adota? Conta pra gente!


* Confira também aqui no blog o post Dicas de alimentação saudável: 7 passos para comer melhor.

** Com informações de Ministério da Saúde e Guia Prático para a Restauração de Ecossistemas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *