Conheça os sintomas do estresse e as dicas para viver melhor

sintomas do estresse como identificar

Você tem a sensação de que quase todo mundo anda meio estressado ultimamente? Pois saiba que não é mera impressão: cerca de 70% dos brasileiros apresentam sintomas do estresse, sendo que 30% encontram-se em estágio classificado como crítico. Os dados são de um estudo realizado em 2017 pela Isma-BR (Associação Internacional de Gerenciamento de Estresse Brasil).

Embora o estresse seja uma reação natural do organismo, para muitas pessoas esse processo emocional pode se tornar uma constante e acabar atrapalhando as atividades cotidianas. Assim, para ampliar o debate sobre o tema, a data de 23 de setembro foi escolhida como o Dia Mundial de Combate ao Estresse.

Portanto, se você vem sentindo dificuldades de controlar o estresse, vale conferir as informações sobre suas diferentes manifestações, sintomas e formas de prevenção. Aproveite para compartilhar esse post com amigos e familiares e descobrir juntos uma forma mais leve de viver a vida! 🙂

como combater o estresse

O QUE É O ESTRESSE?

O estresse é uma reação natural do organismo que ocorre quando vivenciamos situações de perigo ou ameaça. Esse mecanismo nos coloca em estado de alerta ou alarme, provocando alterações físicas e emocionais. 

Ao mesmo tempo que essa reação é uma atitude biológica necessária para a adaptação às novas situações, quando vivida em excesso pode desencadear quadros perigosos de ansiedade, depressão, problemas cardíacos, de pele e gastrointestinais.

Nesse sentido, podemos falar em dois tipos de estresse:

  • Crônico: afeta a maioria das pessoas, sendo constante no dia a dia, mas de uma forma mais suave. Enfim, é uma reação normal do corpo a um momento ou fato estressante.
  • Agudo: é mais intenso e mantém a pessoa continuamente estressada. As reações do corpo ao agente estressor e os sintomas não vão embora.

Em conclusão, estresse todo mundo tem, até certo ponto. No dia a dia, diversas situações se apresentam para as pessoas, que se adaptam a elas. O problema é quando se torna excessivo e supera nossa capacidade de adaptação ou quando persiste por muito tempo.

QUAIS SÃO AS CAUSAS DO ESTRESSE?

Os sintomas do estresse podem se manifestar a partir de um acontecimento traumático – por exemplo, acidente ou morte -, como podem estar associados à vida cotidiana agitada, ambiente de trabalho e excesso de responsabilidades.

como aliviar o estresse

QUAIS SÃO OS SINTOMAS DO ESTRESSE?

Ninguém adoece, devido ao estresse, de um dia para o outro. E o próprio corpo igualmente avisa que as coisas não vão bem, basta prestar atenção. Confira alguns dos sintomas do estresse:

  • Sensação de desgaste constante;
  • Alteração de sono (dormir demais ou pouco);
  • Tensão muscular;
  • Formigamento (na face ou nas mãos, por exemplo);
  • Problemas de pele;
  • Hipertensão;
  • Mudança de apetite;
  • Alterações de humor;
  • Perda de interesse pelas coisas;
  • Problemas de atenção, concentração e memória;
  • Ansiedade;
  • Depressão.

dicas de combate ao estresse

COMO PREVENIR E TRATAR O ESTRESSE

A princípio o tratamento do estresse costuma focar em três pontos: administrar os estressores, aumentar a resistência a eles e mudar a forma de enfrentá-los

Administrar estressores envolve identificar os fatores que mais pesam na nossa rotina. Nesse sentido podemos eliminá-los, administrá-los ou postergá-los. Trata-se de respeitar os próprios limites e desenvolver as habilidades de dizer não, negociar e priorizar. 

Aumentar a resistência aos estressores significa manter nosso organismo saudável e em maiores condições de enfrentar os desafios. Assim recomenda-se:

  • Dormir bem;
  • Cuidar da saúde;
  • Alimentar-se de forma saudável;
  • Fazer atividades físicas;
  • Proporcionar-se momentos de prazer e relaxamento;
  • Evitar estimulantes e substâncias tóxicas.

Agora, quando não podemos mudar ou eliminar o estressor, precisamos mudar a forma de enfrentá-lo, ou seja, nos adaptar a ele da melhor maneira. Se o que estressa você é o trânsito, por exemplo, tente outros horários ou rotas alternativas, ou ouvir uma música durante o trajeto.

Vale lembrar que os estressores internos, aqueles que são resultado de características de personalidade, requerem trabalho maior. Isso significa que se o jeito de lidar com as coisas é problemático, a consulta ao psicólogo pode ser necessária. É importante sobretudo salientar que em nenhum momento deve-se lançar mão da automedicação

Esperamos que as informações que relacionamos aqui auxiliem você a lidar melhor com o estresse. E se você tem alguma dica para enfrentar as situações estressantes, compartilhe conosco nos comentários!


* Confira também aqui no blog o post Você dorme bem? Saiba como melhorar a qualidade do sono.

** Com informações de Ministério da Saúde e Hospital Israelita Albert Einstein.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.