Conheça as alergias mais comuns no inverno e como preveni-las

conheça as alergias mais comuns no inverno

O 8 de julho marca o Dia Mundial da Alergia, uma data instituída pela Organização Mundial da Saúde – OMS e que tem a função de alertar a população sobre os riscos desta condição que afeta o sistema imunológico. As oscilações climáticas contribuem em muito para o agravamento dos quadros, por isso é legal conhecer as alergias mais comuns no inverno e as dicas que podem ajudar a amenizá-las.

Veja as informações que selecionamos e descubra como passar os meses de temperaturas baixas com mais saúde e bem-estar!

ALERGIAS MAIS COMUNS NO INVERNO

A alergia é uma resposta exagerada e excessiva do sistema imunológico contra substâncias diversas que entram em contato com o organismo, seja pela via respiratória, pela via cutânea ou até mesmo por ingestão. Essas substâncias, bastante variadas, são chamadas de alérgenos

Como no inverno temos um maior número de horas restritas no mesmo ambiente potencialmente com alérgenos, sem sol e um pouco mais de umidade, as alergias se manifestam portanto com maior frequência. Dito isso, as alergias mais comuns no inverno são:

1) Asma alérgica

A asma alérgica também é conhecida como asma induzida por alergia. O principal sintoma é a dificuldade para respirar. Pessoas com esse tipo de asma geralmente começam a sentir os sintomas após inalar um alérgeno como o pólen.

2) Rinite Alérgica

A rinite alérgica é uma inflamação das mucosas do nariz, caracterizada pela reação imunológica do corpo aos alérgenos. Os principais sintomas são obstrução nasal, coriza, espirros e coceira no nariz.

3) Urticária ao frio

Apesar de associarmos o inverno a doenças respiratórias, algumas alergias de pele podem ser desencadeadas apenas pela exposição a temperaturas excessivamente baixas. Inclusive, a urticária ao frio também tem o nome popular de “alergia ao inverno”. Esta reação alérgica envolve erupções avermelhadas na pele, muita coceira e, às vezes, até inchaço corporal. 

4) Bronquite Alérgica

A bronquite alérgica, também conhecida como bronquite asmática, se caracteriza pela inflamação dos brônquios. A condição é origem da predisposição genética e da exposição do organismo a determinadas substâncias alérgenas do ambiente. Em geral, o diagnóstico é feito ainda na infância, embora a doença possa surgir em qualquer idade.

DICAS DE COMO PREVENIR ALERGIAS NO INVERNO

O frio faz com que a casa fique mais fechada, e a ventilação menor no ambiente representa dessa forma risco para os alérgicos. Assim, vale a pena conferir algumas dicas para deixar a casa livre de possíveis alérgenos:

  • Use pano úmido na limpeza da casa, tanto nos móveis, quanto nos assoalhos. Evite usar vassoura ou espanadores de pó, para que o ácaro não fique em suspensão;
  • Caso observe paredes úmidas ou presença de mofo dentro de armários, faça a remoção com pano úmido embebido em água misturada com vinagre branco. Por fim, afaste um pouco, pelo menos 5 cm, os móveis das paredes úmidas;
  • Lave as roupas de cama semanalmente. Prefira tecidos mais leves nas cortinas e que dessa forma sejam fáceis de retirar para lavagem. Opte igualmente por edredons em vez de cobertores de pelos;
  • Outra dica importante é a prevenção: lave, antecipadamente, casacos e roupas de inverno, pois acumulam muitos ácaros pela falta de utilização durante o ano;
  • Em relação à urticária ao frio, evite ao máximo o contato com objetos e líquidos gelados, e escape da exposição a temperaturas frias e a alterações repentinas.

Agora que você já conferiu as dicas e já sabe quais são as alergias mais comuns no inverno, conta pra gente: como você cuida da sua saúde nos meses frios do ano? Compartilhe sua experiência conosco nos comentários!


* Com informações do Ministério da Saúde e da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia. 

** Confira também aqui no blog o post Sintomas da Asma: saiba quais são e como tratá-los.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.