Síndrome pós-Covid: conheça os sintomas que podem persistir por meses

homem apresenta sintomas da síndrome pós-covid

A síndrome pós-Covid, também chamada de Covid longa, é um sinal de alerta para quem já teve coronavírus. Isso porque a situação se caracteriza por um conjunto de sinais e sintomas que podem persistir por mais de três meses após o diagnóstico da Covid-19.

Um levantamento realizado pela Universidade de Washington, nos EUA, com 87 mil pessoas infectadas pelo coronavírus, confirmou que, apesar de ser inicialmente um vírus respiratório, as sequelas da doença podem afetar quase todos os sistemas orgânicos do corpo.

Continuar lendo

Vacina contra coronavírus: quais cuidados manter após a 2ª dose?

vacina contra coronavírus

A vacina contra coronavírus começou a ser distribuída no Brasil ainda no mês de janeiro deste ano. De lá para cá, embora a vacinação pareça avançar a passos lentos, cada vez mais pessoas próximas de nós estão recebendo a imunização

Nesse cenário, uma série de questionamentos podem surgir, tais como: em quanto tempo a vacina começa a fazer efeito? A primeira dose já garante proteção? Quem se vacinou precisa continuar usando máscara de proteção facial?

Continuar lendo

Testes de Covid-19: conheça os tipos e as diferenças entre eles

tipos de testes de covid

De acordo com a Organização Mundial da Saúde – OMS, a realização em larga escala de testes, combinada com o isolamento social, é o caminho ideal para proteger a população da pandemia do coronavírus. Mas afinal, quando realizar o exame? Quem deve fazê-lo? E qual a diferença entre os diversos tipos de testes de Covid-19? 

Tendo em vista as principais questões sobre testes de Covid-19, e o momento delicado de avanço da pandemia em todo o país, reunimos informações que podem ajudar a solucionar algumas dúvidas comuns sobre o assunto.

Continuar lendo

Álcool em gel em crianças: confira os cuidados que você deve ter

álcool em gel é um produto que já faz parte da nossa rotina. Afinal, juntamente com a lavagem das mãos, ele é um importante aliado na prevenção do coronavírus.

Acontece que, embora a utilização do álcool em gel seja relativamente simples, quando se trata do uso em crianças alguns cuidados precisam ser observados, principalmente em relação ao risco de irritações na pele ou até mesmo ingestão acidental.

Continuar lendo

Fadiga da quarentena: as causas do cansaço e dicas para seguir vigilante

Passados mais de cinco meses de quarentena no Brasil, o registro de novos casos da Covid-19 começa a ficar estável em alguns Estados, enquanto que em outros o ritmo de contágio é crescente. Ou seja, ainda falta algum tempo para chegarmos ao patamar de outros países que controlaram a pandemia e retomaram a rotina.

Apesar da situação ainda ser preocupante, o distanciamento social parece ser cada vez menos respeitado. A cada final de semana as ruas e áreas de lazer registram aumento de público e muitas pessoas estão mais relaxadas no que diz respeito às medidas de higiene e prevenção. Esse comportamento é chamado de fadiga da quarentena e, de acordo com especialistas, é preciso estar atento para saber como combatê-la e seguir alerta aos perigos de contaminação.

Continuar lendo

Como cuidar da saúde mental dos idosos na quarentena

É verdade que a Covid-19 alterou a rotina de todo mundo, mas se tem uma parcela da população que certamente ficou mais vulnerável aos seus efeitos esse grupo é o dos idosos. Afinal, por apresentarem maior risco de contágio, e por terem um pouco mais de dificuldade com tecnologias que facilitam a rotina, as pessoas mais velhas acabam vivendo com mais intensidade o isolamento e o distanciamento social.

Vale lembrar que situações como quarentenas tendem a intensificar sentimentos como ansiedade e depressão, podendo agravar até mesmo problemas crônicos de saúde como diabetes, hipertensão e doenças cardiovasculares. Assim, é muito importante que cuidadores, familiares, amigos e até mesmo os próprios idosos, fiquem atentos a mudanças de comportamento que possam sinalizar que algo não anda bem.

Continuar lendo

Como fazer máscara de tecido e o que você precisa saber sobre ela

uso da máscara de tecido é uma forma de reforçar a proteção contra o coronavírus, junto com o distanciamento social e a higienização das mãos. Além do Ministério da Saúde recomendar fortemente a utilização da máscara, vários Estados, a exemplo do Rio Grande do Sul, vêm tornando seu uso obrigatório em áreas públicas e em ambientes fechados nos quais haja aglomeração ou grupos de pessoas.

Uma das vantagens da máscara de pano é que ela pode ser facilmente confeccionada em casa com qualquer pedaço de tecido que esteja à disposição. Vale desmanchar aquela camisa velha, a camiseta que você não usa mais e assim por diante.

Continuar lendo

Ansiedade e coronavírus: 7 dicas para ficar bem na quarentena

Para desacelerar a contaminação pelo novo coronavírus, as autoridades municipais e estaduais, o Ministério da Saúde e a Organização Mundial de Saúde têm feito um apelo no sentido de que as pessoas permaneçam em casa e evitem deslocamentos desnecessários, ou seja, fiquem em quarentena voluntária.

Embora a possibilidade de ficar em casa seja um privilégio, visto que muitas pessoas exercem atividades essenciais e precisam sair às ruas para desempenhá-las, nem por isso o isolamento social é algo fácil de ser enfrentado. A mudança abrupta no cotidiano pode desencadear sintomas de ansiedade, e saber como amenizá-los nesse momento é um aprendizado importante.

Continuar lendo

Coronavírus: quais os sintomas e o que fazer se eles aparecerem

A Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, já é uma realidade entre nós. O vírus já circula pelo país e o nosso papel, agora, é tomar todos os cuidados para a prevenção e ficar atentos aos sintomas.

Como uma síndrome respiratória, a Covid-19 pode ser facilmente confundida com uma gripe. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, os sintomas mais comuns são febre, que pode ser alta, tosse, cansaço e dificuldade para respirar. Alguns pacientes também podem apresentar dores no corpo, congestão nasal, dor de garganta e até diarreia. Na maioria das pessoas, esses sintomas são leves e devem ser tratados em casa, para evitar a superlotação das unidades de saúde.

Continuar lendo