Vacinas da gripe e da Covid: é preciso tomar as duas? Tire suas dúvidas!

vacinas da gripe e da covid

Esse ano a campanha de vacinação contra a gripe acontece de forma simultânea com a do Coronavírus. Por isso, dúvidas a respeito das imunizações acabam surgindo. Pensando nesse cenário, procuramos esclarecer aqui neste post as principais questões sobre as vacinas da gripe e da Covid-19: se é preciso tomar ambas e qual é o intervalo recomendado entre cada uma.

Além disso, também vamos falar sobre o calendário de vacinação da gripe e os seus grupos prioritários, ou seja, as pessoas que podem fazer a vacina gratuitamente na rede pública. 

Confira as informações que selecionamos e procure os locais de vacinação. Lembre-se que a vacina é uma das formas mais importantes de proteger a sua saúde. 

PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE VACINAS DA GRIPE E DA COVID
1) É necessário tomar as duas vacinas?

Tanto a Covid-19 quanto a gripe são doenças respiratórias causadas, respectivamente, pelos vírus Sars-Cov-2 e Influenza, transmitidas por contato respiratório e que inicialmente podem ter quadros muito parecidos e muitas vezes letais.

Além do risco de morte presente em ambas as doenças, em um sistema sobrecarregado pela Covid-19, proteger-se do vírus Influenza evita idas desnecessárias ao hospital. Portanto, todas as medidas que diminuem a incidência dessas enfermidades contribuem para desafogar a rede de saúde e protegem a sua saúde. 

Dessa forma, é super importante tomar as vacinas da gripe e da Covid-19. 

2) Posso tomar as vacinas da gripe e da Covid-19 juntas?

De acordo com a Fiocruz, não é recomendada a aplicação das vacinas simultaneamente, uma vez que não há estudos sobre a administração dos dois imunizantes juntos. Assim, se a data marcada para sua vacina contra Covid-19 for no mesmo período da gripe, priorize a da Covid-19 e espere um intervalo mínimo de 14 dias entre as doses para tomar a da gripe.

Ou seja, se o imunizante da gripe for aplicado depois da primeira dose da vacina de Covid-19, observado esse prazo de 14 dias, é preciso esperar outros 14 dias para receber a segunda dose da vacina contra o Coronavírus.

Pessoas com suspeita de Covid-19 ou sintomas de outras infecções também precisam adiar a vacinação para o vírus Influenza. Entretanto, se estiverem completamente recuperadas e já se passaram no mínimo quatro semanas do início dos sintomas ou da confirmação do diagnóstico, podem buscar sua dose para a gripe. Em conclusão a precaução serve para minimizar o risco de disseminar a doença e para evitar confusão de sintomas.

3) Quando começa a campanha de vacinação contra a gripe?

O Ministério da Saúde lançou oficialmente a campanha nacional de vacinação contra a gripe em 12 de abril deste ano e deve mantê-la até 9 de julho. Em síntese a expectativa é imunizar gratuitamente, através do SUS – Sistema Único de Saúde, cerca de 80 milhões de brasileiros de diferentes grupos prioritários.

4) Quais são os grupos prioritários de vacinação da gripe?

A princípio a vacinação acontece em três etapas, cada uma contemplando parte dos grupos prioritários. Nesse sentido, o calendário adotado pela rede pública é o seguinte:

A partir do dia 12 de abril

– Crianças entre 6 meses e 6 anos;

– Gestantes; 

– Puérperas (mulheres no período de até dias 45 após o parto);

– Povos indígenas; 

– Profissionais da saúde.

 

A partir do dia 11 de maio

– Idosos com 60 anos ou mais;

– Professores da rede pública e privada.

 

A partir do dia 9 de junho

– Pessoas com comorbidades;

– Pessoas com deficiência permanente;

– Caminhoneiros;

– Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário;

– Trabalhadores portuários;

– Forças de segurança e salvamento;

– Forças armadas;

– População carcerária e jovens adolescentes em medidas socioeducativas.

5) Quem não for dos grupos prioritários também deve tomar a vacina da gripe?

Sim, a vacina também é importante para as pessoas que não são dos grupos prioritários. Contudo tais indivíduos devem buscá-la na rede privada de saúde.

Afinal, além de reduzir a necessidade de cuidados intensivos em casos gripais, a imunização contra a gripe ainda evita a possibilidade de coinfecção, ou seja, infecção pelo Coronavírus e Influenza, o que pode agravar a doença, aumentando as chances de óbito.

Por fim, lembre-se que ainda estamos enfrentando uma pandemia. Portanto, ao se dirigir aos postos de saúde, tente evitar os horários de pico, leve apenas um acompanhante (se necessário), mantenha o distanciamento social e use máscara de proteção, combinado?

E então, você ainda tem alguma dúvida relacionada às vacinas da gripe e da Covid? Já está com a carteira de vacinação em dia? Conta pra gente nos comentários!


* Com informações de Fiocruz e Ministério da Saúde.

** Confira também aqui no blog o post 12 mitos e verdades sobre vacinação que você precisa conhecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *